Outubro 20 2010

há uma certa altura da nossa vida, na adolescência, em que criamos prioridades, olhamos em volta e vimos poucas pessoas em quem nos podemos apoiar. é necessário evoluir, mudar. é necessário crescer.

eu mudei. fechei-me ao mundo.
fiz escolhas que me custaram, mas que tiveram de ser feitas. já não olho pelo meu passado, não olho a quem deixei para trás. não passo metade do meu tempo a pensar na minha infância, nos meus verões em família, nos amigos que ficaram guardados numa gaveta da minha cabeça (porque agora, penso com a cabeça e já nem ajo com o coração) e muito menos nos acontecimentos que me marcaram ao longo dos tempos.
vivo a cada dia o presente e já planeei o meu futuro distante. assim torna-se mais fácil.
poucas coisas agora me dizem respeito, não tenho interesse no mundo em geral e as pessoas que passam por mim são apenas conhecidos, porque os poucos amigos não são aqueles que passam, são aqueles que ficam. não digo que não tenho saudades daqueles que perdi ou daqueles que se afastaram, talvez tenha sido culpa minha, talvez deles, talvez dos dois. mas neste momento, já não penso nisso. sinto-me farta de discussões, de brigas, de grupos, de divisões. e por isso, guardei os sentimentos, tranquei as lágrimas e fechei-me ao mundo. as saudades hão-de voltar e irão ter de partir. é sempre assim. mas agora já sei lidar com isso. nada dura para sempre, e como em todas as alturas da vida, nem as amizades.
para resguardar uma amizade é preciso insistir nela e nunca a deixar morrer. e poucas pessoas são compatíveis umas com outras para chegar a esse ponto.
tenho a certeza, e sei, que tenho pessoas que nunca me irão deixar. tal como há umas que me deixarão quando não precisar delas, ou até quando precisar, mas isto é mesmo assim.
é preciso saber lidar, saber aguentar. é preciso sofrer e crescer. é preciso mudar e evoluir. eu mudei. para pior, ou para melhor, mudei porque assim teve de ser e porque doutra forma não ia aprender.
mas é cagativo, e se ainda não o é, um dia será.

publicado por por preencher às 21:36

pretérito demasiado imperfeito
mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO