Dezembro 25 2009

Os dias vão passando, o tempo atropela-se passando demasiado, a chuva vai-se apoderando das tardes e de tudo o que passámos, tentando apagar-te da minha memória , sem qualquer resultado..

O céu está cinzento, demasiada raiva acumulada , talvez... E eu, eu vou sobrevivendo refugiada nas memórias e no passado, se é que houve algum. Olho pela janela sentada no chão e esqueço-me completamente onde estou e viajo para um mundo completamente diferente.. Dentro de mim há uma guerra, entre sorrisos e lágrimas.. Durante muito tempo não tive este problema, porque tu.. Bem tu, estravas comigo. E contigo, nada nem ninguém ousaria em tocar-me. 

Havia uma felicidade constante. Mas agora, agora estou a desfazer-me por dentro.. A cada dia , mais um bocadinho..

Estou a lutar por uma sobrevivência psicológica. E luto por sobreviver, por ti. Sem eu própria saber. Enganando-me é mais fácil para não ter de lidar com a perda.

Não te vou confessar mais uma vez que ainda preciso de ti. Não posso, nem consigo voltar a dizer-te isso depois de tudo o que descobri. Não consigo mais lidar com isto.

Mas a verdade, é que a tua felicidade se apodera de mim e me consome,  fazendo-me sentir bem.

Não sei porquê, não quero que isto seja assim, porque também é-me bastante doloroso.

Talvez se possa mesmo chamar 'amor' a este sentimento. Um dos tipos de amor, não sei qual, já que há tantos..

Não sei quando é que isto vai passar, quando é que vou deixar de me sentir assim, desta forma.. Mas espero que em breve, porque isto está-me a mudar, duma forma que olhando ao espelho, já não me reconheço..

publicado por por preencher às 16:10

Como sempre,está lindo*.*
merosrabiscos a 25 de Dezembro de 2009 às 18:18

pretérito demasiado imperfeito
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO