Dezembro 17 2009

eu.

tu.

nós.

Sempre ?!

Não sei , sinceramente , não entendo o que pretendes obter de mim. Não percebo como é que consegues sugar a minha personalidade, a minha resistência, a minha felicidade.

Não percebo como conseguiste descobrir as palavras exactas para me deitar abaixo, de uma forma que me tinha prometido a mim mesma nunca deixar que mo fizessem..

Não consigo ganhar, reunir as forças que tenho dentro de mim, para ultrapassar isto tudo..

Tento já nem chorar, porque sei que não vai adiantar e ainda para mais cada vez estou mais pior , num pesadelo que não têm saída.

Tu não tens , e agora vejo , que nunca tiveste a noção do quanto valias para mim.

Nunca o soube demonstrar , foi minha culpa , mas também tu nunca soubeste ver o valor.

E eu amo-te , e sempre te amei de verdade .

Mesmo , quando só fui capaz de te pedir , o que nunca quis que fizesses.

Eu mudei desde que te conheci. E sei que tu também.

Embora nunca o tenhamos admitido. Sei que vou permanecer contigo, tal como tu permanecerás comigo. Para sempre.

publicado por por preencher às 23:52

E eu é que escrevo bem,poupa-me
merosrabiscos a 18 de Dezembro de 2009 às 20:12

pretérito demasiado imperfeito
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO